terça-feira, dezembro 01, 2009

Das utopias.

O amor verdadeiro é tão utópico quanto uma Cidade Industrial. Mas como dizia o poeta Mario Quintana: 'Se as coisas são inatingíveis... ora! Não é motivo para não querê-las...'. Um dia eu te enconto.

0 Comentários:

Postar um comentário