sábado, outubro 31, 2009

And it's ok..

Everything she's havent known or ever thought was real
Seems like it's been thrown away now how she's gonna live
It's ok.. She don't want the world

A brand new morning shines
She wakes up alone again
This time to face the day
She swears there's time to make it
As she simply walks away
And it's ok.. She don't want the world

She Don't Want The World  - 3 Doors Down

sexta-feira, outubro 30, 2009

Coisa de momento, sabe?


quinta-feira, outubro 29, 2009

Só pra registrar.

Minha cabeça não dá conta.

terça-feira, outubro 27, 2009

Às vezes é preciso recolher-se.


Lya Luft

Cabeça coração, coração cabeça!

Odeio esquecer quando alguém me machuca. É como se o coração perdoasse e esquecesse de avisar o cérebro. E eu quase me rendo.

1, 2, 3..

Respira, logo passa.

segunda-feira, outubro 26, 2009

Perdas & Ganhos II

Quando não se tem mais nada a perder, só se tem a ganhar.

Caio F.

Qual a graça?

Qual a graça de ser e estar a mesma coisa, ao mesmo tempo? Por que não ser feliz e estar triste, ser legal e estar chato, ser paciente e explodir?
 
 Verônica H.

domingo, outubro 25, 2009

Dos achados.

'Entregue-se à vida com todos os seus poros. As paixões são nossos oásis em meio aos vastos desertos da solidão. O amor é a coisa mais preciosa que existe; é um dom divino. Mas saiba — nunca deixe de ter isso em mente — que o mundo é um lugar perigoso. E as dores são inevitáveis. Aprenda o quanto antes a preparar-se, não se esquecendo de que, por mais que você se fortaleça, sempre vai doer. Mas é isso que vai dar a moldura das virtudes e dos prazeres. A dor é formadora. No fim das contas, o que fica é o que foi verdadeiro.'

Só pra registrar.

Fazia tempo que eu não sentia tanto friozinho na barriga. Delícia!

Hanna:


'If someone breaks your heart, just punch them in the face. Oh sure, it seems obvious now, but you’d be amazed at how many people don’t think of it when it’s relevant. Seriously, just punch them in the face and go get some ice cream.'

sexta-feira, outubro 23, 2009

Viva, muito viva.

Pelo menos estou vivo. Em movimento, andando por aí, perdendo ou ganhando, levando porrada, passando fome, tentando amar. "De cada luta ou repouso me levantarei forte como um cavalo jovem", onde foi que li isso? Sei: Clarice Lispector, meu Deus, foi em Perto do Coração Selvagem.

Caio F. Abreu

segunda-feira, outubro 19, 2009

Love.

Sou sempre eu mesma.

Não me mostrem o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração. Não me façam ser quem não sou. Não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente. Não sei amar pela metade. Não sei viver de mentira. Não sei voar de pés no chão. Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma para sempre.


Clarice Lispector

sábado, outubro 17, 2009

Só pra registrar.

As vezes é melhor ficar em casa em uma sexta-feira a noite, do que sair por aí sem rumo. Vale mais a pena.

sexta-feira, outubro 16, 2009

Das coisas.

Eu tenho uma porção de coisas pra te dizer, dessas coisas assim que não se dizem costumeiramente, sabe, dessas coisas tão difíceis de serem ditas que geralmente ficam caladas, porque nunca se sabe nem como serão ditas nem como serão ouvidas, compreende?

Caio F. Abreu

quinta-feira, outubro 15, 2009

Odeio.

Odeio odeio odeio odeio odeio odeio odeio odeio odeio odeio odeio odeio tudo tudo tudo tudo tudo tudo tudo tudo tudo tudo tudo todos todos todos todos todos todos todos todos todos todos todos todos todos! Odeio as coisas, as pessoas, a faculdade, os lugares. Odeio mundo!


Raiva.

quarta-feira, outubro 14, 2009

Eu corro, fujo desta sombra.

Chego a ter medo do futuro
E da solidão
Que em minha porta bate

Tim Maia

segunda-feira, outubro 12, 2009

Tudo quanto penso.

Tudo quanto penso, tudo quanto sou. é um deserto imenso onde nem eu estou. 

Fernando Pessoa

sábado, outubro 10, 2009

Hello, stranger.















Why isn’t love enough?

sexta-feira, outubro 09, 2009

É ou não é.

O amor jamais foi um sonho, o amor, eu bem sei, já provei, é um veneno medonho. É por isso que se há de entender que o amor não é ócio, e compreender que o amor não é um vício, o amor é sacrifício, o amor é sacerdócio.

Chico Buarque

quinta-feira, outubro 08, 2009

Vem pra cá.

Não ver você, não tem explicação. É caminhar pela escuridão. Ficar a fim e não poder falar. Querer o sim e não se acustumar, com a solidão o medo de amar. Estranho vazio no seu olhar. Eu tento achar em algum lugar o amor que você deixou pra trás.

Papas da Língua

Ver novela dá nisso.

A ausência que não é falta.

Por muito tempo achei que a ausência é falta. E lastimava, ignorante, a falta. Hoje não a lastimo. Não há falta na ausência. A ausência é um estar em mim. E sinto-a, branca, tão pegada, aconchegada nos meus braços, que rio e danço e invento exclamações alegres, porque a ausência, essa ausência assimilada, ninguém a rouba mais de mim.

Carlos Drummond de Andrade

terça-feira, outubro 06, 2009

Pra pensar..

Uma relação nem sempre termina porque não é feliz. Às vezes termina para preservar a felicidade da memória.

Fabrício Carpinejar



segunda-feira, outubro 05, 2009

Sempre perdida.

A gente cresce sem saber para onde.

Guimarães Rosa

Palavras.

- Quando eu uso uma palavra - disse Humpty Dumpty num tom escarninho - ela significa exatamente aquilo que eu quero que signifique ... nem mais nem menos.
- A questão - ponderou Alice – é saber se o senhor pode fazer as palavras dizerem coisas diferentes.
- A questão - replicou Humpty Dumpty – é saber quem é que manda. É só isso.

Alice no país das maravilhas

sexta-feira, outubro 02, 2009

Coragem.

O correr da vida embrulha tudo. A vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta.O que ela quer da gente é coragem.

Guimarães Rosa

Sempre amor.

Só se pode viver perto de outro, e conhecer outra pessoa, sem perigo de ódio, se a gente tem amor. Qualquer amor já é um pouquinho de saúde, um descanso na loucura.

Guimarães Rosa

Longe, longe, longe.

Dizem que a vida é assim
Cinco sentidos em mim
Dentro de um corpo fechado
No vácuo de um quarto
No espaço sem fim

Arnaldo Antunes