segunda-feira, agosto 31, 2009

Eu exijo o eterno do perecível, burra.

0 Comentários:

Postar um comentário