domingo, dezembro 27, 2009

27 de dezembro de 2009.

- Eu acho que de certo modo é bom, sabe? Talvez seja o único jeito de tocarmos a vida sozinhos. Magoando um ao outro de tal forma que não reste escolha a não ser desencanar. Talvez de outra forma a gente nunca ia desencanar.
- Talvez.

Dawson's Creek
Nem sempre aquilo que vem depois é progresso.

domingo, dezembro 20, 2009

Muito queridinhas!


     iloveyou

quarta-feira, dezembro 02, 2009

Desejo profundo.

Um dia eu senti um desejo profundo, de me aventurar nesse mundo, pra ver onde o mundo vai dar.

Tumblr.

http://nataliapimentel.tumblr.com/

terça-feira, dezembro 01, 2009

E o que tem por dentro..

Das utopias.

O amor verdadeiro é tão utópico quanto uma Cidade Industrial. Mas como dizia o poeta Mario Quintana: 'Se as coisas são inatingíveis... ora! Não é motivo para não querê-las...'. Um dia eu te enconto.

If you feel, you paid the price.

Against The Grain - Dallas Green

sábado, novembro 28, 2009

Eu...

'Gosto do que me tira o fôlego. Venero o improvável. Almejo o quase impossível. Meu coração é livre, mesmo amando tanto tudo. Tenho um ritmo que me complica. Uma vontade que não passa. Não sou fácil. Mudo de humor conforme a lua. Me desinteresso à toa. Tenho o desassossego dentro da bolsa. E um par de asas que nunca deixo. Às vezes, quando é tarde da noite, eu viajo. E - sem saber - busco respostas que não encontro aqui. Ontem, eu perdi um sonho. E acordei chorando, logo eu que adoro sorrir… Mas não tem nada, não. Bonito mesmo é essa coisa da vida: um dia, quando menos se espera, a gente se supera. E chega mais perto de ser quem - na verdade - a gente é.''

Ps: Tenho quase certeza que já postei isso.

terça-feira, novembro 24, 2009

Esperança em mim.

— Bom, feliz ainda não… mas tenho assim… aquela coisa… como era mesmo o nome?
Aquela coisa antiga… que fazia a gente esperar que tudo desse certo, sabe qual?
— Esperança? Não me diga que você está com esperança!
— Estou, estou.

Caio Fernando Abreu

Só quero ganhar.

Não espero nenhum olhar, não espero nenhum gesto, não espero nenhuma cantiga de ninar. Por isso estou vivo. Pela minha absoluta desesperança, meu coração bate ainda mais forte. Quando não se tem mais nada a perder, só se tem a ganhar.


 Caio Fernando Abreu

segunda-feira, novembro 23, 2009

Sempre Closer.



Alice: You’re a piece of shit.
Dan: Deception is brutal. I’m not pretending otherwise.
Alice: How? How does it work? How do you do this to someone?
(...)
Alice: Oh, as if you had no choice? There’s a moment, there’s always a moment, “I can do this, I can give in to this, or I can resist it.” And I don’t know when your moment was, but I bet you there was one.

Ok ok ok...

Por fim, pare de pensar. É o melhor conselho que um amigo pode dar a outro: pare de fazer fantasias, sentir-se perseguido, neurotizar relações, comprar briga por besteira, maximizar pequenas chatices, estender discussões, buscar no passado justificativas para ser do jeito que é, fazendo a linha sou rebelde porque o mundo quis assim.


Abrão Slavutsky

domingo, novembro 22, 2009

Estrelinha na mão,

Só assim pra não esquecer.

quinta-feira, novembro 19, 2009

Onde estou?

'Que venha, se é para vir… Pois havia momentos em que não se podia nem pensar nem sentir. E quando não se consegue nem pensar nem sentir – onde se está?'

terça-feira, novembro 17, 2009

O amor é importante.


                              Só pra alguns. E isso é uma pena.

Vem tempo!

Eu aqui, sentada, sentindo assim tão absurdamente tudo. Eu só quero descansar. Eu só quero que passe a dor na nuca, na boca do estômago, nos ombros. A dor de olhar tudo com tanta clareza como eu olho. Sabendo tudo de uma maneira tão grande que me curvo e tenho medo de não agüentar.

Tati Bernardi

E vento seca, amor enxuga.

Vai entender..

Fico tão confusa pela quantidade de coisas que tenho de considerar que não sei se choro, ou se rio, depende do meu humor. Depois durmo com a sensação estranha de que quero ser diferente do que sou, ou de que sou diferente do que quero ser, ou talvez de me comportar diferente do que sou ou do que quero ser.


O Diário de Anne Frank

sexta-feira, novembro 13, 2009

Dos passados distantes, bem distantes.

Sometimes hate is not enough to turn this all to ashes.

Marilyn Manson

quarta-feira, novembro 11, 2009

Comentem alguma coisa aqui, são 'tantos' leitores. Sei lá, xinguem...
Hahaha

terça-feira, novembro 10, 2009

Na Volta Que O Mundo Dá

Agora aprendi por que o mundo dá volta
Quanto mais a gente se solta
Mais fica no mesmo lugar



Vicente Barreto & Paulo César Pinheiro 

Ah.

segunda-feira, novembro 09, 2009

Neste momento.

Eu sou essa gente que se dói inteira porque não vive só na superfície das coisas.
 
Marla de Queiroz

Sinto.

Pelo menos sorria, procure sentir amor. Imagine. Invente. Sonhe. Voe.

C. F.

Violentando o mistério.

Dos momentos.


    Eu e a Barbára só na brincadeira.

domingo, novembro 08, 2009

Essa vontade de ser honesto mesmo à custa de ser cruel.

Rafael Moneo

Half Of My Heart

Oh, half of my heart's got a grip on the situation
Half of my heart takes time
Half of my heart's got the right mind to tell you that
I can`t keep loving you
Oh, half of my heart

 John Mayer

Tempestade de almas.

A loucura é vizinha da mais cruel sensatez. Engulo a loucura porque ela me alucina calmamente. O anel que tu me deste era de vidro e se quebrou e o amor não acabou, mas em lugar dele, o ódio dos que amam. A cadeira me é um objeto. Inútil enquanto a olho. Diga-me por favor que horas são para eu saber que estou vivendo nesta hora. A criatividade é desencadeada por um germe e eu não tenho hoje esse germe mas tenho incipiente a loucura que em si mesma é criação válida. Nada mais tenho a ver com a validez das coisas. Estou liberta ou perdida.

Clarice Lispector

sábado, novembro 07, 2009

O destino quis assim.

E se eu mudasse meu destino num passe de mágica? (…) Estranho, mas é sempre como se houvesse por trás do livre-arbítrio um roteiro fixo, pré-determinado, que não pode ser violado.

Caio F.

Hum..


sexta-feira, novembro 06, 2009

Who?

quarta-feira, novembro 04, 2009

Quero ver, quero ver!

Só vou ser feliz se for por amor.

Terapia Colorida - Aerocirco

segunda-feira, novembro 02, 2009

Vai saber...

- Como é que a gente sabe que perdeu algo ou alguém importante e raro?
- Sei lá. Como é que a gente sabe que encontrou?

 
Guilherme Santana

sábado, outubro 31, 2009

And it's ok..

Everything she's havent known or ever thought was real
Seems like it's been thrown away now how she's gonna live
It's ok.. She don't want the world

A brand new morning shines
She wakes up alone again
This time to face the day
She swears there's time to make it
As she simply walks away
And it's ok.. She don't want the world

She Don't Want The World  - 3 Doors Down

sexta-feira, outubro 30, 2009

Coisa de momento, sabe?


quinta-feira, outubro 29, 2009

Só pra registrar.

Minha cabeça não dá conta.

terça-feira, outubro 27, 2009

Às vezes é preciso recolher-se.


Lya Luft

Cabeça coração, coração cabeça!

Odeio esquecer quando alguém me machuca. É como se o coração perdoasse e esquecesse de avisar o cérebro. E eu quase me rendo.

1, 2, 3..

Respira, logo passa.

segunda-feira, outubro 26, 2009

Perdas & Ganhos II

Quando não se tem mais nada a perder, só se tem a ganhar.

Caio F.

Qual a graça?

Qual a graça de ser e estar a mesma coisa, ao mesmo tempo? Por que não ser feliz e estar triste, ser legal e estar chato, ser paciente e explodir?
 
 Verônica H.

domingo, outubro 25, 2009

Dos achados.

'Entregue-se à vida com todos os seus poros. As paixões são nossos oásis em meio aos vastos desertos da solidão. O amor é a coisa mais preciosa que existe; é um dom divino. Mas saiba — nunca deixe de ter isso em mente — que o mundo é um lugar perigoso. E as dores são inevitáveis. Aprenda o quanto antes a preparar-se, não se esquecendo de que, por mais que você se fortaleça, sempre vai doer. Mas é isso que vai dar a moldura das virtudes e dos prazeres. A dor é formadora. No fim das contas, o que fica é o que foi verdadeiro.'

Só pra registrar.

Fazia tempo que eu não sentia tanto friozinho na barriga. Delícia!

Hanna:


'If someone breaks your heart, just punch them in the face. Oh sure, it seems obvious now, but you’d be amazed at how many people don’t think of it when it’s relevant. Seriously, just punch them in the face and go get some ice cream.'

sexta-feira, outubro 23, 2009

Viva, muito viva.

Pelo menos estou vivo. Em movimento, andando por aí, perdendo ou ganhando, levando porrada, passando fome, tentando amar. "De cada luta ou repouso me levantarei forte como um cavalo jovem", onde foi que li isso? Sei: Clarice Lispector, meu Deus, foi em Perto do Coração Selvagem.

Caio F. Abreu

segunda-feira, outubro 19, 2009

Love.

Sou sempre eu mesma.

Não me mostrem o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração. Não me façam ser quem não sou. Não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente. Não sei amar pela metade. Não sei viver de mentira. Não sei voar de pés no chão. Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma para sempre.


Clarice Lispector

sábado, outubro 17, 2009

Só pra registrar.

As vezes é melhor ficar em casa em uma sexta-feira a noite, do que sair por aí sem rumo. Vale mais a pena.

sexta-feira, outubro 16, 2009

Das coisas.

Eu tenho uma porção de coisas pra te dizer, dessas coisas assim que não se dizem costumeiramente, sabe, dessas coisas tão difíceis de serem ditas que geralmente ficam caladas, porque nunca se sabe nem como serão ditas nem como serão ouvidas, compreende?

Caio F. Abreu

quinta-feira, outubro 15, 2009

Odeio.

Odeio odeio odeio odeio odeio odeio odeio odeio odeio odeio odeio odeio tudo tudo tudo tudo tudo tudo tudo tudo tudo tudo tudo todos todos todos todos todos todos todos todos todos todos todos todos todos! Odeio as coisas, as pessoas, a faculdade, os lugares. Odeio mundo!


Raiva.

quarta-feira, outubro 14, 2009

Eu corro, fujo desta sombra.

Chego a ter medo do futuro
E da solidão
Que em minha porta bate

Tim Maia

segunda-feira, outubro 12, 2009

Tudo quanto penso.

Tudo quanto penso, tudo quanto sou. é um deserto imenso onde nem eu estou. 

Fernando Pessoa

sábado, outubro 10, 2009

Hello, stranger.















Why isn’t love enough?

sexta-feira, outubro 09, 2009

É ou não é.

O amor jamais foi um sonho, o amor, eu bem sei, já provei, é um veneno medonho. É por isso que se há de entender que o amor não é ócio, e compreender que o amor não é um vício, o amor é sacrifício, o amor é sacerdócio.

Chico Buarque

quinta-feira, outubro 08, 2009

Vem pra cá.

Não ver você, não tem explicação. É caminhar pela escuridão. Ficar a fim e não poder falar. Querer o sim e não se acustumar, com a solidão o medo de amar. Estranho vazio no seu olhar. Eu tento achar em algum lugar o amor que você deixou pra trás.

Papas da Língua

Ver novela dá nisso.

A ausência que não é falta.

Por muito tempo achei que a ausência é falta. E lastimava, ignorante, a falta. Hoje não a lastimo. Não há falta na ausência. A ausência é um estar em mim. E sinto-a, branca, tão pegada, aconchegada nos meus braços, que rio e danço e invento exclamações alegres, porque a ausência, essa ausência assimilada, ninguém a rouba mais de mim.

Carlos Drummond de Andrade

terça-feira, outubro 06, 2009

Pra pensar..

Uma relação nem sempre termina porque não é feliz. Às vezes termina para preservar a felicidade da memória.

Fabrício Carpinejar



segunda-feira, outubro 05, 2009

Sempre perdida.

A gente cresce sem saber para onde.

Guimarães Rosa

Palavras.

- Quando eu uso uma palavra - disse Humpty Dumpty num tom escarninho - ela significa exatamente aquilo que eu quero que signifique ... nem mais nem menos.
- A questão - ponderou Alice – é saber se o senhor pode fazer as palavras dizerem coisas diferentes.
- A questão - replicou Humpty Dumpty – é saber quem é que manda. É só isso.

Alice no país das maravilhas

sexta-feira, outubro 02, 2009

Coragem.

O correr da vida embrulha tudo. A vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta.O que ela quer da gente é coragem.

Guimarães Rosa

Sempre amor.

Só se pode viver perto de outro, e conhecer outra pessoa, sem perigo de ódio, se a gente tem amor. Qualquer amor já é um pouquinho de saúde, um descanso na loucura.

Guimarães Rosa

Longe, longe, longe.

Dizem que a vida é assim
Cinco sentidos em mim
Dentro de um corpo fechado
No vácuo de um quarto
No espaço sem fim

Arnaldo Antunes

quarta-feira, setembro 30, 2009

Sorte de hoje:

Faça o que é certo e não tema ninguém.

Orkut

terça-feira, setembro 29, 2009

Sei lá, sei lá, a vida é uma grande ilusão.

Tem dias que eu fico pensando na vida e sinceramente não vejo saída.

Toquinho / Vinicius de Moraes

Sobre não saber o que fazer, ainda.

É como disse Lispector:

Quê há de se fazer com a verdade de que todo mundo é um pouco triste e um pouco só?

segunda-feira, setembro 28, 2009

Focus.

domingo, setembro 27, 2009

Sentir.

Não sinto nada mais ou menos, ou eu gosto ou não gosto. Não sei sentir em doses homeopáticas. Preciso e gosto de intensidade, mesmo que ela seja ilusória e se não for assim, prefiro que não seja. Não me apetece viver histórias medíocres, paixões não correspondidas e pessoas água com açúcar. Não sei brincar e ser café com leite. Só quero na minha vida gente que transpire adrenalina de alguma forma, que tenha coragem suficiente pra me dizer o que sente antes, durante e depois ou que invente boas estórias caso não possa vivê-las. Porque eu acho sempre muitas coisas - porque tenho uma mente fértil e delirante - e porque posso achar errado - e ter que me desculpar - e detesto pedir desculpas embora o faça sem dificuldade se me provarem que eu estraguei tudo achando o que não devia. Quero grandes histórias e estórias; quero o amor e o ódio; quero o mais, o demais ou o nada. Não me importa o que é de verdade ou o que é mentira, mas tem que me convencer, extrair o máximo do meu prazer e me fazer crêr que é para sempre quando eu digo convicto que 'nada é para sempre'.

Gabriel Garcia

sábado, setembro 26, 2009

Como é que se ama sem amor? Eu nunca soube, nunca fui disso.
Acorda Natalia.

sexta-feira, setembro 25, 2009

Sexta-feira, 25 de setembro de 2009.

Sei lá, tem sempre um pôr-do-sol esperando para ser visto, uma árvore, um pássaro, um rio, uma nuvem. Pelo menos sorria, procure sentir amor. imagine. invente. sonhe. voe. Se a realidade te alimenta com merda, meu irmão, a mente pode te alimentar com flores. Eu não estou fazendo nada de errado. Só estou tentando deixar as coisas um pouco mais bonitas.

Caio F.

Do meu jeito.

E, de qualquer forma, às cegas, às tontas, tenho feito o que acredito, do jeito talvez torto que sei fazer. 
 
Caio F.

quinta-feira, setembro 24, 2009

... me.

quarta-feira, setembro 23, 2009

Limite.

Para que se deveria, em meio à grande ausência de limites, colocar a todo custo um limite qualquer?

Jostein Gaarder

terça-feira, setembro 22, 2009

Eu passo de apaixonada a entediada, e vice-versa, em um toque, ou melhor: em uma frase, uma respirada, um cheiro, uma saliva.
 
Tati Bernardi

É assim.

Mas porque as coisas são mesmo assim, talvez por certa magia, predestinações, sinais ou simplesmente acaso, quem saberá, ou ainda por ser natural que assim fosse, e menos que natural, inevitável, fatalidade, trágicos encantos.

Caio F.

Passado, futuro ou presente?

'- Por que é que a gente tem que viver no passado ou no futuro, por que será que é tão difícil viver o presente?
- Porque é insuportável.'

Rumo.

Se eu soubesse para onde ir. Iria imediatamente.

Goethe

segunda-feira, setembro 21, 2009

O tempo urge.

Amar não acaba. É como se o mundo estivesse à minha espera. E eu vou ao encontro do que me espera.

Clarice Lispector

domingo, setembro 20, 2009

Estar.


Domingo, 20 de setembro de 2009.

(Porque ontem foi 19. Lembro quando não deveria lembrar.)
Ler meu blog inteiro é quase uma terapia, pra mim.

sábado, setembro 19, 2009

Que seja doce.

Então, que seja doce. Repito todas as manhãs, ao abrir as janelas para deixar entrar o sol ou o cinza dos dias, bem assim, que seja doce. Quando há sol, e esse sol bate na minha cara amassada do sono ou da insônia, contemplando as partículas de poeira soltas no ar, feito um pequeno universo; repito sete vezes para dar sorte: que seja doce que seja doce que seja doce e assim por diante. Mas, se alguém me perguntasse o que deverá ser doce, talvez não saiba responder. Tudo é tão vago como se fosse nada.

Caio F.

quinta-feira, setembro 17, 2009

Que sorte a minha, hien?!

Antes de tudo quero agradecer pelo textinho lindo que tu me fez. Muito Obrigada! Acho que são demonstrações como essa e esse carinho que me faz perceber quem se importa realmente comigo. Hoje não é um dos meus melhores dias, então não prometo nada muito poético, mas palavras sinceras.
PAAAAAAAAARABÉNS! Amiga, eu desejo tudo de bom que há nesse mundo pra você, que este dia seja especial, já que 19 anos é uma idade que a gente vai lembrar sempre e desejar muito voltar. E vai ser tarde demais. Não quero assustar, mas é que depois dos 20, dizem que passa voando. 
Quero que tu saiba, que você nunca vai ser pra mim, o que tu acha que é para os outros, eu vou sempre querer o melhor de ti. Eu te conheço, sei que aí dentro desse coraçãozinho e dessa cabeça, tem muuita coisa boa. E eu só quero coisas boas perto de mim, sempre vou cultivar o teu carinho, não existe razão de querer te irritar e cultivar rancor. Até porque eu te quero sempre ao meu lado, sei que contigo eu posso ir a qualquer lugar. Tu é uma ótima companhia, uma ótima amiga. É uma amiga que eu me identifico muito, gostamos das mesmas coisas e temos pensamentos parecidos. Somos virgens! 
Hanninha, continue sempre assim, sempre meiga, sempre alegre, sempre fashion, sempre tão você. Sempre vai existir quem goste de ti, nunca se esqueça disso! 
Espero que tu nunca vá embora da minha vida e que tu sempre esteja presente. Você é muito especial pra mim. Toda felicidade do mundo. Te amo!
Com amor, Nati

Ok.

1, 2, 3... Respira! Sorte de quem me machuca, minha calmaria é sempre maior que a minha raiva. Azar o meu.

Um sopro de vida.

“De repente as coisas não precisam mais fazer sentido. Satisfaço-me em ser; sou feliz na hora errada, infeliz quando todos dançam; nunca a vida foi tão atual como hoje: por um triz é o futuro; eu cultivo um certo tédio. Degusto assim cada detestável minuto;s olidão, a mesma que existe em cada um, me faz inventar. E haverá outro modo de salvar-se? senão o de criar as próprias realidades? tenho preguiça moral de viver. Eu enclausurada no meu pequeno mundo estreito e angustiante, sem saber como sair para respirar a beleza do que está fora de mim. Desânimo. Gosto de cigarro apagado. O futuro pesa toneladas em cima de mim. Estou ansiosa e aflita. Tenho que viver aos poucos, não dá para viver tudo de uma vez. Quando estou sozinha procuro não pensar porque tenho medo de de repente pensar uma coisa nova demais para mim mesma. Eu sou uma atriz para mim. Eu finjo que sou uma determinada pessoa mas na realidade não sou nada. Sofro mais porque não digo porque sofro. De repente eu me vi e vi o mundo. E entendi: o mundo é sempre dos outros. Nunca meu. Minhas idéias são inventadas. Eu não me responsabilizo por elas. Sobra porém um certo secreto silêncio. Luto com extrema ansiedade por uma novidade de espírito. Mudei, sem planejar previamente. De agora em diante eu quero mais do que entender. Eu humildemente imploro que esse dom me seja dado. Eu quero entender o próprio entendimento.
Você de repente não estranha de ser você? Sou como estrangeiro em qualquer parte do mundo.” 
Clarice Lispector

terça-feira, setembro 15, 2009

Perdida?

Perde-se também é caminho.

C.L

segunda-feira, setembro 14, 2009

Das coisas que eu não quero passar de novo.

Quando alguém te machuca, te decepciona, te magoa, a dor é tão grande que você quer agredir a pessoa de volta. Você se sente impotente. Enganado. Ferido. Frustrado. Dá vontade de matar. De morrer. De sumir. Seu mundo desaba bem na sua frente. Você sente que perdeu seu tempo, sua vida, sua auto-estima, suas forças. E qual a pena pro agressor nesse caso? Qual a pena pra alguém que entrou na sua vida, na sua casa, nos seus sonhos, nos seus planos e, num piscar de olhos, destruiu tudo como se tivesse esse direito?
 
Tati Bernardi
 

Acho espantoso viver, acumular memórias, afetos.

C.F

terça-feira, setembro 08, 2009

O amor,

as pessoas gostam mais de sonhar do que vivê-lo na realidade.

terça-feira, setembro 01, 2009

Amor em paz.

Eu amei, e amei ai de mim muito mais do que devia amar
E chorei ao sentir que iria sofrer, e me desesperar
Foi então, que da minha infinita tristeza aconteceu você
Encontrei em você a razão de viver e de amar em paz
E não sofrer mais, nunca mais
Porque o amor, é a coisa mais triste, quando se desfaz


Tom Jobim & Vinicius de Moraes
Escuta, não dou lições nem esmolas, quando eu me dou, é por inteiro.

Walt Whitman

segunda-feira, agosto 31, 2009

quinta-feira, agosto 27, 2009

É complicado, é complicado.

Por que eu sempre deixo tudo pra última hora?

segunda-feira, agosto 24, 2009

Ah, a tpm.

Entendi tudo agora.

Do cansaço.

A cada post eu fico mais amargurada.

Vidã!

O que é que a vida vai fazer de mim?
Ou o que eu faço dela?

A palavra:

i n t e n s i d a d e

quarta-feira, agosto 19, 2009

Traduzir-se.

Uma parte de mim
é todo mundo:
outra parte é ninguém:
fundo sem fundo.

Uma parte de mim
é multidão:
outra parte estranheza
e solidão.

Uma parte de mim
pesa, pondera:
outra parte
delira.

Uma parte de mim
almoça e janta:
outra parte
se espanta.

Uma parte de mim
é permanente:
outra parte
se sabe de repente.

Uma parte de mim
é só vertigem:
outra parte,
linguagem.

Traduzir uma parte
na outra parte
— que é uma questão
de vida ou morte —
será arte?

Ferreira Gullar

domingo, agosto 16, 2009

Mudar.

Mudam-se os tempos,
Mudam-se as vontades
Todo o mundo é composto de mudança,
Tomando sempre novas qualidades.

Luís de Camões

Baby!


Nosso filho vai ser a coisinha mais linda e fofa. 'Goigoigoi.'


Divirtam-se:
http://www.morphthing.com/

terça-feira, agosto 11, 2009

11 de agosto de 2009

segunda-feira, agosto 10, 2009

Personal Effects

'Mas isso tudo não tem só a ver comigo. Tem mais a ver com esperar por uma pessoa que você sabe que não voltará nunca. Com o tempo gasto esperando e com as pessoas que você conhece numa sala de espera.'


Ps: Eu não espero por ninguém, só pra deixar claro. Talvez por alguma coisa, só.




Pluft!

quarta-feira, agosto 05, 2009

Shooting Star

Pretty, if the sun won't shine
I'll be coming up to meet you, I'll be there to make you mine
Pretty, if the rain will pour
I'll be knocking at your window I'll be begging you for more

It's as if you've come along too soon
And I'm trying to fit you in but I can't seem to find the room
Cutie, if it all falls through
We can piece it back together, I can learn to trust you too

You're just, to good, to lose and I can't refuse
So don't make me choose between the two
I'm better in here in my atmosphere
Don't you know who you are you're my shooting star

Pretty, teach me wrong from right
Cos in life there are no answers and in life there is no right
Pretty, if the sun won't shine
now you've come this far to meet me and I know, I know you're mine

you're just -to good, to lose and I can't refuse
So don't make me choose between the two
I'm better in here in my atmosphere
Don't you know who you are you're my shooting star

Don't you know who you are you're my shooting star


Air Traffic

segunda-feira, agosto 03, 2009

Perdas e ganhos.

Mesmo perdendo algumas coisas pela vida, não posso esquecer que salvei outras. Fui praticamente um anjo. E agora eu tenho o meu, até quando? Os anjos somem, assim como eu. Ou se cansam de fazer tanta bondade.

sexta-feira, julho 31, 2009

Ô saco.

quinta-feira, julho 23, 2009

Eu só aceito a condição de ter você só pra mim...

Adoro essa parte. E ainda bem que é assim, né fofo? Tu só meu. Não divido nem minha comida, imagina você.

Tempo remoto.

"É o impacto emocional que é de matar, o choque de sair do caminho conhecido de um estilo de vida convencional e perder todos os agradáveis confortos que mantêm tanta gente nesse caminho pra sempre."

Comer, Rezar & Amar.

terça-feira, julho 21, 2009

Á procura das 10 razões.

quinta-feira, julho 16, 2009

Querer não é poder.

Mas eu queria tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto tanto...


um milagre.

Não é voce. Não sou eu.

quarta-feira, julho 15, 2009

Quem tem saudade nunca está sozinho.

sexta-feira, julho 10, 2009

É necessário abrir os olhos e perceber que as coisas boas estão dentro de nós, onde os sentimentos não precisam de motivos nem os desejos de razão. O importante é aproveitar o momento e aprender sua duração, pois a vida está nos olhos de quem sabe ver.

Gabriel Garcia Marquez

Das possibilidades da vida.

É possível amar e não ser feliz, é possível ser feliz e não amar, mas amar e simultaneamente ser feliz, isso seria milagre.

Honoré de Balzac

quarta-feira, junho 17, 2009

Não encontrei as palavras.

terça-feira, maio 19, 2009

PP

segunda-feira, maio 18, 2009

Respira.

sábado, maio 16, 2009

Essa vida não é pra mim.

Sufocada de saudade do que não existe.

domingo, maio 10, 2009

Ser

O problema é que quero muitas
coisas simples,
então pareço exigente.

Fernanda Young

sábado, abril 25, 2009

???????!@#$¨&*(%¨*&

segunda-feira, abril 20, 2009

Um ano.

Um Heitor!

domingo, abril 05, 2009

Domingo, 05 de abril de 2009.

O amor é o ridículo da vida. A gente procura nele uma pureza impossível, uma pureza que está sempre se pondo. A vida veio e me levou com ela. Sorte é se abandonar e aceitar essa vaga ideia de paraíso que nos persegue, bonita e breve, como borboletas que só vivem 24 horas. Morrer não dói.

Cazuza

quarta-feira, abril 01, 2009

Quarta-feira, 1 de abril de 2009.

Vou registrar o meu dia, é essa a função deste blog, creio eu. Uma das maneiras de eu não esquecer os meus longos, dolorosos e felizes dias. Eu tenho perda de memoria ou algo parecido, queria descobrir. Odeio quando acontece 'Lembra quando a gente foi em tal lugar e fez tal coisa?' e eu respondo depois de uma rápida busca mental e digo 'Ah, -ãão'. É triste, acredite. E frequente. Eu escuto uma música que não faz sentido algum pra mim, não não não não, a música dança e eu viajo. Ou a música viaja e eu danço, algum dos dois. E falar coisas que não fazem sentido é bom. É melhor que não fazer nada quando se tem vontade de escrever sem parar, escrever rápido, e rápido e mais rápido até não conseguir mais parar ou parar totalmente.

Oh, tédio!

Dai-me algo pra fazer além de pensar.

terça-feira, março 31, 2009

O tempo cura, isso é fato. E se não cura, esconde.

O tempo.

Chega uma hora que você não tem pra que lado correr, todas as portas estão fechadas e está tão escuro que você já não consegue ver as janelas. Chega uma hora que só depende de você pra fazer seu coração parar de bater descompassado. Que você é (e sempre foi) a única pessoa que pode domar seu sentimentos e emoções. E você se dá conta, finalmente, que esteve o tempo todo sozinha e que agora não seria diferente.

Alguém que não sei quem.

É.

Somos donos de nossos atos,
mas não donos de nossos sentimentos;
Somos culpados pelo que fazemos,
mas não somos culpados pelo que sentimos;
Podemos prometer atos,
mas não podemos prometer sentimentos...
Atos sao pássaros engailoados,
sentimentos são passaros em vôo.

Mário Quintana

segunda-feira, março 23, 2009

Como?

Mergulho no cheiro que não defino.

C.F



sábado, março 21, 2009

Sábado à noite.

How did we get here?
Well, I used to know you so well
How did we get here?
Well, I think I know

The truth is hiding in your eyes
And it's hanging on your tongue
Just boiling in my blood, but you think that I can't see
What kind of man that you are
If you're a man at all
Well, I figure this one out on my own

segunda-feira, março 09, 2009

Mensagem pra você!


quinta-feira, março 05, 2009

Sem tempo, sem saco.

segunda-feira, fevereiro 16, 2009

Once.

Falling slowly
Sing your melody
I'll sing along

sábado, fevereiro 14, 2009

Sempre é pouco quando nâo é demais.

Arnaldo Antunes

Quando não há nada que detenha você, as coisas começam a acontecer.

Martha Medeiros

O coração agradece.

'Não adianta. Mudam-se as cores do inverno, os sorrisos, as páginas das revistas, as dez mais bonitas. Mudam-se as tecnologias, as manchetes, o preço do pão, o jeito como você corta o cabelo. Mudam-se os sonhos, o clima lá fora, o tom do batom, a decoração, o que você espera de si mesma. Tudo muda o tempo todo. Mas uma coisa não muda. Não sai de moda. Não fica velho, nem ultrapassado. Quer saber? Acho amar a coisa mais eterna que existe. Não há nada mais moderno. Mais transgressor. Mais ousado - e mais antigo - que isso. Num tempo onde as pessoas mal têm tempo, amar virou coisa de gente corajosa. Porque é preciso muito peito (e muito jogo de cintura) para seguir o que temos de mais criativo: o coração. É o amor que nos faz ver o mundo de um jeito mais belo. E é o amor (e só ele!) que nos traz o valor exato das coisas simples. E você não precisa necessariamente amar uma pessoa. O amor é democrático. Você pode - e deve - amar a si mesmo e ao mesmo tempo amar alguém (essa, sim, é a melhor combinação!). E também amar a vida. Amar um projeto. Um trabalho. Um sonho. Ou - porque não? - simplesmente amar o amor. Se todo amor vale a pena? Eu acredito que sim. O mundo não está triste só por causa das guerras, do superaquecimento global e do tal "salve-se quem puder" As pessoas se escondem atrás das tecnologias e de um falso liberalismo pra camuflar seus medos. Para enganar seus desejos. Ah, me desculpem, mas no fundo todo mundo quer mais é se apaixonar! Mentira minha? Duvido. Todo mundo quer amar, todo mundo quer encontrar alguém especial, todo mundo quer se livrar do medo que nos impede de andar de mãos dadas. É certo que há quem prefira o morno, os relacionamentos superficiais, as noites vazias. (Relacionamentos trazem tantos problemas e alegrias quanto estar só, isso é uma verdade). Mas tenho a impressão de que todos nós temos um leve romantismo escondido, um desejo real pelo amor, uma necessidade de amar e ser amado sem a qual a vida não teria graça. (E não haveria tantos poetas, tantas canções bonitas e tanta insônia por aí). Escrevi, uma vez, uma letra onde canta a seguinte frase: "Será que amar é mesmo tudo"? Na época eu não saberia responder. Mas, hoje, cheguei a uma breve conclusão: não, amar não é tudo. É quase tudo. Amar é o começo. O primeiro parágrafo. A primeira nota. É o que canta (e encanta). Amar é que nos faz falar. É o que nos faz acordar. É o que nos faz dizer "Bom dia" com o sorriso mais livre do mundo. Se eu estou amando? É, devo admitir. Depois de vários romances sem fim, me apaixonei por mim mesma. E, como presente, ganhei um novo amor que é fruto de todos os grandes amores que tive. Sorte minha? Talvez. Mas amor não é apenas sorte. Não pensem também que amor é a solução pra todos os nossos problemas. Não. Amor não é solução. Amor é prêmio. Recompensa feliz para quem - afinal de contas - conseguiu manter-se fiel a si mesmo. Por isso, escrevo esse texto. Em uma época em que os desejos duram o tempo de uma estação, acho o AMOR o exercício mais radical que podemos fazer.'

sexta-feira, fevereiro 13, 2009

Becky Becky Bloom


Sempre imaginei algo bem diferente no livro e não esse modelito exagerado do filme, mas tudo bem. Continuo esperando a estréia. Ha-ha

À mercê dos dias, do tempo.

sexta-feira, fevereiro 06, 2009

LOVE


terça-feira, fevereiro 03, 2009

QUE AGONIA!

quinta-feira, janeiro 29, 2009

Ensaio sobre a cegueira.

Se antes de cada ato nosso nós pudéssemos prever todas as consequências dele, a pensar nelas a sério, primeiro as imediatas, depois as prováveis, depois as possíveis, depois as imagináveis, não chegaríamos sequer a mover-nos de onde o primeiro pensamento nos tivesse feito parar. Os bons e os maus resultados dos nossos ditos e obras vão-se distribuindo, supõe-se que de uma forma bastante uniforme e equilibrada, por todos os dias do futuro, incluindo aqueles, infindáveis, em que já cá não estaremos para poder comprová-lo, para congratular-nos ou pedir perdão.

José Saramago.

Um título original.

'A felicidade era um pouco como voar, pensou, como ser uma pipa. Dependia de quanto barbante a gente dava.'

quarta-feira, janeiro 28, 2009

Por ti, besta.

Te amo de todas as maneiras possíveis.

Lembranças.

'Quando o tempo é guardado nunca é por inteiro. São pedaços de retalhos costurados que se traduzem em dizeres, escritas, sonhos, gestos e pontinhas de esperança. Esperança como aquele finalzinho do lápis de cor azul que já cabe na palma da mão. São pedaços que por si só são só pedaços. Mas se houver o tal do arremedo formam o tempo das lembranças. Usam-se colas. E delas, podem se formar abismos ou jardins.
É perigoso escrever porque o tempo que foi guardado volta a pairar dentro da gente. E se escreve para guardar o tempo. Assim mesmo, numa confusão absurda de horas, pessoas e palavras.'

sábado, janeiro 24, 2009

Pau no cu.

Paaaaauuuuuuuu no cuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu, pra ti amor.

sábado, janeiro 10, 2009

Mutações.

"Estou aqui, sentada, com os pensamentos me conduzindo pelo mundo afora e para dentro de mim mesma, enquanto tento registrar no papel essa viagem. Quero escrever sobre o amor - sobre o ser humano - so bre solidão - sobre a existência de uma mulher. Quero escrever sobre um encontro, numa ilha. Um homem que mudou minha vida. Quero escrever sobre uma mutação que foi acidental e uma outra, deliberada. Quero escrever sobre momentos que considero dádivas, bons e maus momentos. Não creio que minha parcela de conhecimento ou de experiência seja maior do que a de qualquer outra pessoa. Realizei um sonho - e tive mais dez, em lugar dele. Vi o outro lado de uma coisa cintilante. (...)"

Liv Ullmann

quarta-feira, janeiro 07, 2009

Mutações.

"O círculo se fechou. Nada termina jamais. Onde quer que alguém plante raízes brotadas do seu eu mais puro ou verdadeiro, ali encontrará um lar. Voltar não é revisitar algo que falhou. Posso percorrer antigas trilhas sem amargura, porque outros pés agora têm prazer com elas."

Liv Ullmann