segunda-feira, junho 16, 2008

Oswaldo Montenegro

E que a minha loucura seja perdoada.
Porque metade de mim é amor e a outra metade... também.

0 Comentários:

Postar um comentário